A Zazen, produtora de José Padilha, diretor de Tropa de Elite, vai transformar a vida do rapper Sabotage em um filme. Orçado em 9 milhões, o longa deve estrear em 2020, ano em que completam-se 17 anos sem ele, um dos maiores nomes do rap nacional.

Mauro Mateus dos Santos Filho, como era chamado antes de adotar seu nome artístico, foi alvejado covardemente com quatro tiros na manhã de 24 de janeiro de 2003. Tudo aconteceu em via pública, após deixar sua esposa no local de trabalho.

VEJA:   As melhores cenas de abertura do cinema

Com rimas fortes que falavam sobre a vida difícil na periferia e a violência da polícia, o rapper saiu do tráfico e viu sua história servir de inspiração para jovens do brasil todo. Embora tenha nos deixado tão cedo, Sabotage deixou sua marca na história da música nacional.

Sete anos depois do assassinato, Sirlei Menezes da Silva foi julgado e condenado à 14 anos de prisão.