Christoffer Relander aproveitou a primeira geada da região sul da Finlândia para fotografar galhos, samambaias e folhas na grama para um futuro projeto. Em “We Are Nature, vol. VI”, o cara utiliza técnicas de dupla exposição para misturar retratos humanos com a natureza.

O fotógrafo da Finlândia, que é formado em design gráfico, contou ao site Colossal como funciona o seu método de composição. “As texturas botânicas combinam mais com o clima geral. Se parecer errado, vou simplesmente confiar no meu intestino”, disse.

Diferente de suas séries anteriores, onde costumava combinar as fotos na câmera, Relander revela que experimentou uma nova forma de criar graças ao tempo livre que está tendo devido à pandemia de coronavírus. “Decidi, no entanto, ainda inspirar os algoritmos de filmes de exposição múltipla (filme negativo) e algumas técnicas básicas de câmara escura”.

“Ao fazer isso na câmera, a manipulação é basicamente feita instantaneamente. Então, enquanto uso um software externo (Photoshop), obtenho mais flexibilidade e opções. Nem sempre para melhor. Eu arruinei as obras de arte levando isso longe demais. Fazer isso na câmera pode parecer realmente gratificante quando bem feito. Mas a pressão pode ser cansativa”.

Siga a conta do fotógrafo no Instagram.

VEJA:   Um rolê pelas bibliotecas mais incríveis do mundo

Confira!