Nos vimos pouco por aqui em 2018, isso foi bom e ruim, ruim pois no ano mais polarizado da história, emitir opiniões é sempre um risco, risco esse que não tenho problema algum de assumir, ainda mais sendo um adepto do #EleNão sem nenhum problema, e a arte é manifestada nas suas provocações, é subversiva, é movida na contramão. E bom porque nesse período muita coisa boa na música aconteceu, de Roger Waters a Lobão, de Amado Batista a Caetano Veloso, cada qual deixando seu recado. Eu mesmo pude conhecer muita coisa nova, ir em alguns bons shows, entender outros movimentos de resistência e acompanhar de perto cenas musicais em diversos redutos.

Esse ano que se inicia tem tudo pra nascer uma leva nova de contestadores, críticos, politizadores e afins, cenários políticos contraditórios são celeiros de grandes cenas alternativas. O Punk Inglês nasceu numa opressão, o Hip-Hop americano veio de um descaso do governo com as periferias, o Rock Oitentista brasileiro é filho da censura, e agora prevemos um modelo tradicional e mais conservador que obrigará a uma nova trupe ou um novo movimento a se organizar para proliferar suas ideias. Em meio a opressão a criatividade é aguçada.

VEJA:   Modo Aleatório | Brasília, a Seattle Brasileira!

Desejo que a partir de hoje muita contestação seja posta a prova, que novos nomes surjam com suas vozes ecoando por direitos, liberdades, conquistas, duvidas e desejos, que a música ainda seja um canal livre para livre manifestações.

Essa coluna aqui não tem o viés político, estou aqui para compartilhar experiências musicais com vocês queridos leitores, porém na minha humilde concepção, é bem difícil separar os dois, de qualquer forma pretendo não ofender ninguém, apenas aproveitar os bons presságios musicais que virão!

Ahhh, já adianto que alguns nomes farão parte das próximas colunas, Baco Exú do Blues foi uma grata descoberta recente, BaianaSystem, Rashid, também subiram no conceito e merecem espaço, também tem gente boa no Mainstream como, Foo Fighthers, Ed Sheeran e Queen, espero te ver mais vezes por aqui em 2019 e não tenha medo de interagir, aqui é canal livre sem censura!