Depois do seriado Seinfeld, sinceramente nunca imaginei uma série de comédia que pudesse superar tal nível de transgressão do politicamente correto e do convencional, especialmente nos dias de hoje onde tudo de certa forma parece ser ofensivo para alguém. E como a função básica do humor é confrontar, nada mais justo que dar um mergulho saudável na anarquia. 

Criada em 2005 por Rob McElhenney e produzida por McElhenney e Glenn Howerton para o canal FX, ela acompanha um grupo de cinco pessoas que trabalham num pub irlandês na Filadélfia que está geralmente vazio chamado “Paddy´s Pub”. Dennis e Deandra (Dee) são irmãos gêmeos e donos do estabelecimento, filhos de Frank (Danny De Vito no melhor de sua performance). Mac é o sócio e melhor amigo de Dennis e fechando a trupe temos o faxineiro Charlie.  

A cada episódio vemos o quinteto se envolvendo em algum tipo de confusão absurda, seja um novo esquema para ganhar dinheiro, reencontro com desafetos do passado, problemas com familiares, apostas bizarras, viagens estranhas, enfim tudo para sair do tédio e se envolver nas situações mais imprevisíveis.  

À medida que vamos conhecendo os personagens, entendemos as suas motivações, mesmo que não as aprovemos, o que é engraçado pois causa esse distanciamento que não agride, pois você sabe que só aquela pessoa faria aquilo.  

Você é levado a uma zona livre de julgamentos, onde você só assiste e acha engraçado. Pegando como exemplo o fato de Dennis ser um pervertido e tentar ao máximo se convencer de que não é, ou Charlie comer comida de gato para desmaiar e assim conseguir dormir na insalubridade do seu próprio apartamento. Não há convenções, finais felizes ou politicamente correto. Não há namoricos ou histórias de sucesso. A série abandona qualquer ideia de bom senso e abraça o caos, com boas doses de humor negro. Quem conhece os filmes dirigidos por Danny De Vito consegue entender porque ele está tão à vontade nessa produção.

Tudo funciona a favor da zoeira e da piada. Todos os episódios são praticamente independentes uns dos outros. Existem personagens recorrentes, mas muitas vezes nem os protagonistas se lembram deles, como um garçom que sofreu horrores nas mãos do grupo e em outro episódio foi completamente ignorado por eles, apesar do mesmo não ter se esquecido. Sua primeira impressão ao assistir provavelmente será “Que porra é essa?” e depois de alguns episódios depois você estará chorando de rir, garantido.