Após o lançamento do mais recente filme da Mulher Maravilha, as pessoas resolveram resgatar novamente a importância da heroína para o movimento feminista. Ainda bem, né? Mas você sabe como tudo começou?

Lucy Bellwood e Sarah Mirk produziram um quadrinho totalmente focado na origem da personagem. Ela surgiu nos anos 40 como um ícone feminista, passou por diversos relacionamentos bem complicados e até perdeu seus poderes até reaparecer com tudo recentemente.

VEJA:   As melhores cenas de abertura do cinema

O The Nib publicou o quadrinho original, em inglês. Só que a história é tão interessante, que a equipe maravilhosa do Minas Nerds, um coletivo criado em 2015 que conta mais de 1.000 mulheres, resolveu traduzir tudinho pra gente.

Confira!