Após 40 anos perdidas, gravações de shows do grande Bob Marley foram encontradas em um porão de um hotel em Little Venice, Londres. As fitas precisaram passar por um longo processo de restauração, mas nem todas “sobreviveram”. Dez foram recuperadas e serão leiloadas em maio.

Martin Nichols, engenheiro de som, foi o cara responsável pela restauração do material. Ele descobriu que as fitas guardavam músicas gravadas ao vivo no teatros Lyceum e Rainbow, ambos em Londres, e no Pavillon Baltard, em Paris. Grandes sucessos como “No Woman No Cry” e “Is This Love” estão presentes.

Segundo o The Guardian, quem encontrou as fitas foi um funcionário do hotel responsável pela limpeza. Ele tinha contato com o empresário britânico Joe Gatt, que no mesmo momento já se interessou em resgatar as gravações. Como tudo estava danificado e ele não sabia o que fazer, chamou seu amigo e cantor Louis Hoover para ajudar.

VEJA:   Emicida: Mais um soco no estômago da sociedade

“Quando vi os rótulos e notas de rodapé nas fitas, eu mal pude acreditar. Fiquei emocionado, mas também triste porque os carretéis estavam muito danificados. Foi angustiante ver aquilo”, contou o músico. Ansioso para resolver a situação, Louis apresentou Joe a Martin, o engenheiro de som que conseguiu salvar as gravações do Pai do Reggae.

“Lembro que quando vi as fitas pensei em dizer: ‘Valeu, caras, mas não vai rolar’. Ainda bem que aceitei o desafio”, revelou Martin. “Foi emocionante ouvi-las depois de restauradas. O sentimento era como se estivéssemos ouvindo tudo ao vivo, como era para ser”.