As caixinhas de lápis de cor possuem diversos tons de azul, verde e rosa, né? Só que quando o assunto é “cor de pele” tudo fica mais restrito e só encontramos uma opção, o bege. Já parou para pensar o quão problemático isso é? Bom, um grupo de professoras em parceria com uma empresa de materiais para desenho resolveram mudar essa situação.

A ideia de criar caixas de lápis de cor e de giz de cera com muito mais tons de pele surgiu por meio da Uniafro (Programa de Ações Afirmativas para a População Negra), durante discussões entre as professoras. Elas debatiam sobre a importância de crianças negras se enxergarem nos próprios desenhos.

A empresa Koralle, de Porto Alegre, resolveu ajudar as educadoras e criou o estojo “PintKor – A Cor da Minha Pele”. O branco, bege e salmão agora dividem espaço com diversas outras tonalidades de pele, chegando até o marrom escuro.

O estojo também tem uma versão com 12 cores.

Os lápis fazem parte de um kit de materiais entregues aos participantes do curso de qualificação dos professores do estado do Rio Grande do Sul. O curso de cunho pedagógico aborda uma ampla gama de temas culturais importantíssimos, entre eles, o estudo da história africana nas escolas da rede pública.

VEJA:   Um bar inspirado em "Game of Thrones"

A Uniafro pretende é encontrar parcerias que ajudem a iniciativa a levar esse kit para todas as escolas públicas brasileiras. Por enquanto, é possível comprar o estojo somente no site da Koralle.