No auge da fama, os Beatles realizaram o sonho de conhecer o maior ícone do rock n’ roll norte-americano, Elvis Presley. Tudo muito lindo, né? Bom, mais ou menos. Em entrevistas posteriores ao encontro, o quarteto revelou que o rei do rock supostamente tentou impedi-los de entrarem nos Estados Unidos.

Segundo informações do Daily Express, enquanto os membros do grupo, John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr, comentavam sobre a incrível sensação de conhecer o ídolo, Starr admitiu, também, que houveram alguns problemas nesse dia.

“Ele estava cercado por bajuladores”, relembrou o baterista. “[Elvis dizia] ‘eu vou ao banheiro agora’, [e eles diziam] ‘Ah, ok, nós vamos ao banheiro com você’.”

“Eu fiquei com tanta raiva, porque ele não estava fazendo música. Ele não estava fazendo o que deveria estar fazendo”, continuou.

VEJA:   Um pouco de heroína

“Nós não éramos amigos”, revelou Harrison. “Mas ele foi muito legal. Ele era um cara legal.”

“Ele foi ótimo, foi um dos maiores encontros da minha vida”, disse McCartney.

Enquanto refletia sobre Elvis, Ringo resolveu compartilhar uma outra situação que aconteceu anos mais tarde envolvendo o astro. “A parte triste é: Descobrimos anos e anos depois que ele tentou nos banir da América.”

“Porque ele era muito relevante para a CIA (Agência Central de Inteligência) e tudo. Isso é muito triste para mim, ele se sentiu tão ameaçado que passou a acreditar que éramos ruins para a juventude americana”, finalizou.

 

via