Olá, pessoal!

Depois de muito tempo voltamos para acrescentar aquela matéria dobre direito autoral. Se você não viu a primeira parte você pode ler aqui.

Então vamos começar!

Depois de falarmos de ECAD e da importância dele na fiscalização e arrecadação dos diretos destas músicas, precisamos pensar em como  é  pago o dinheiro para os responsáveis das músicas. Como é calculado esse valor? A forma de mensurar esses valores varia do número de público, reprodução, se ela é ao vivo ou apenasdo fonograma, etc.

Como o ECAD controla as músicas tocadas no rádio? Simples, ele tem um mecanismo que grava e contabiliza quantas vezes determinada música foi reproduzida e fica responsável de passar os valores aos devidos detentores dos direitos dessa música.

Resumindo, o compositor da música sempre ganha pela letra, quem interpreta, ou seja, quem empresta a voz ganha pela reprodução, e quem trabalha na produção do fonograma ganha pelos direitos conexos da música, se for executada em reprodução da faixa gravada em estúdio, porém não receberá pelo ao vivo.

VEJA:   A luta por direitos universais em Fome

Ficou curioso para saber os valores que o ECAD paga? Se você visitar o site deles, terá acesso a uma tebela bem explicativa com informações sobre a reprodução em rádio e tv, eventos e serviços digitais.

Dúvidas? Só deixar nos comentários 😉