O Dead Fish acaba de lançar “Lado Bets”, uma verdadeira coleção de raridades da banda. São 10 faixas entre singles, versões, sobras de estúdio e faixas escondidas gravadas entre os anos de 2004 e 2019.

Para selecionar as músicas que entrariam no projeto, a banda se juntou com o produtor Rafael Ramos durante a quarentena. “Era para ser um EP, mas achamos tanta coisa legal que virou um álbum”, revelou o vocalista Rodrigo Lima.

Algumas das raridades são: “Décimo Andar” (2005), gravada para uma série da MTV; “A Recompensa” (2006), entregue como bônus para quem comprasse o CD oficial de “Um Homem Só”, e “Dêem Nome Aos Bois” (2013), parceria com a banda Zander que, até agora, só havia sido lançada em vinil.

VEJA:   Travis Barker, do Blink-182, fez um cover incrível de ‘Misery Business’, do Paramore

“Múmia” e “Michel Oghata”, gravadas em 2006, também integram “Lado Bets”. As músicas acabaram não entrando em “Um Homem Só” e foram lançadas somente em compacto 7” split com a banda Mukeka Di Rato.

Outra faixa é “Manic Nonlinear”, de 2004, “praticamente uma ode ao disco Manic Compression dos novaiorquinos do Quicksand; um desfile bem ensaiado pelos riffs e refrões desse clássico de 1995”, descreveu Rafael Ramos.

Do “Ponto Cego”, produção mais recente do Dead Fish, há “O Outro do Outro”, música escondida exclusivamente na versão em CD do álbum, até agora inédita nas plataformas digitais.

Ouça aqui!