Se você acha que o universo dos games é majoritariamente masculino, você está bem enganado. Segundo o estudo “Game Consumer Insights”, produzido pela Newzoo, as mulheres estão jogando cada vez mais. Hoje, elas correspondem a 46% do público que consome jogos.

Embora esses dados sejam animadores, as mulheres que decidem se aventurar no mundo dos jogos ainda sofrem bastante. Em muitos casos, as mulheres preferem ficar “escondidas” atrás de nicknames masculinos para que não sofram assédio.

VEJA:   Como seria a "parte de baixo" de obras famosas?

Pensando nisso, a ONG Wonder Women Tech chamou jogadores e youtubers homens para sentirem um pouquinho de como é ser uma jogadora mulher. Dessa vez, eles é que vão utilizar nicknames femininos.

O resultado, como já era esperado, é bem alarmante.

Assista!