Na adolescência, o fotógrafo Chris Porsz gostava de passear pelas ruas de Peterborough, Inglaterra, onde morava na época, para poder registrar pessoas comuns como forma de estudo e aprofundamento da arte de fotografar. Foram centenas de fotos de pessoas desconhecidas capturadas entre os anos 70 e 90, mas e como estariam essas mesmas pessoas 40 anos depois? Foi exatamente isso que o cara pensou.

VEJA:   O experimentalismo de Noell Oszvald

Em “Reunions”, um de seus projetos mais conhecidos, o fotógrafo resolveu voltar às ruas em que passeava antigamente e tentar reencontrar aquelas pessoas que havia fotografado e nunca mais visto. Um trabalho árduo, com mais de sete anos de procura de cada pessoa, porém muito nostálgico e fascinante.

Confere aí!